Como reduzir a hipertensão e exercitar seu cérebro

A Meditação Transcendental traz diversos benefícios capazes de mudar a sua vida por inteiro de forma natural e simples, fazendo você vivê-la em total plenitude.

As inúmeras pesquisas científicas existentes sobre a MT confirmam que a técnica ativa o nosso próprio poder de cura. Cada momento que vivenciamos deixa uma marca em nós e quem armazena esse registro é nosso sistema nervoso.

É fácil identificar quando isso acontece. Basta lembrarmos quando brigamos com alguém e logo após a briga ficamos com a sensação de um “nó no coração” que aperta o nosso peito profundamente.

Mas, felizmente, a fisiologia do nosso corpo, de forma automática e natural, faz em nós uma espécie de limpeza. Essa limpeza acontece durante o sono, quando o corpo finalmente consegue descansar.

Durante o período do sono as tensões são relaxadas e as impressões são removidas. Contudo, o grande problema é que há diversas marcas acumuladas diariamente em nosso sistema nervoso e o descanso durante o sono acaba não sendo mais suficiente para remover todas elas.

Essas tensões, que não podem ser neutralizadas durante o período de relaxamento e descanso, acabam perturbando o funcionamento natural do corpo. É quando começam a aparecer diversos problemas físicos e mentais.

Começam a surgir os problemas cardíacos e dificuldades na atividade cerebral: como a perda de memória, falta de concentração e dificuldade para executar o processo criativo.

Durante a experiência da Transcendência a nossa mente entra em um estado de silêncio interior completo e o nosso corpo experimenta um estado muito mais profundo do que o descanso durante o sono.

É nesse momento de repouso mais profundo que o sono, que o corpo consegue eliminar as tensões que perturbam o seu funcionamento normal. Até mesmo aquelas tensões traumáticas mais profundas conseguem desaparecer com a regularidade da prática.

Este gráfico é um estudo da Harvard Medical School, que mostra que o repouso é medido com base no consumo de oxigênio.

MT-repouso-profundo

Fonte: www.meditacaotranscendental.com.br

É possível enxergar através do gráfico que durante a prática da MT, o corpo realmente entra em um estado de repouso muito mais rápido e profundo do que o descanso obtido quando estamos dormindo normalmente.

MT para o Cérebro

Uma dieta pobre, a ingestão constante de álcool, o uso de drogas, momentos de estresse, pressão e fadiga são capazes de danificar fortemente as nossas conexões neurais entre o córtex pré-frontal – ou CEO (chamado também de Executivo-Chefe) – e o todo o resto do cérebro.

Experiências estressantes, por exemplo, impedem essa área dos lobos frontais de se desenvolverem. E quando os lobos frontais de uma pessoa não se desenvolvem, ela vive uma “vida primitiva”, onde o cérebro não consegue adaptar-se bem as mudanças, por exemplo.

Neste conceito de primitivo não podemos julgar as situações muito além do óbvio, dificultando nossa percepção de uma maneira geral. Para se fazer uma rápida analogia: os lobos frontais são como maestros que pegam os talentos de diferentes seções da orquestra e os coloca todos juntos em uma peça de música inteira. É a parte do cérebro que é mais importante para avaliar todas as informações.

Quando o seu cérebro é realmente saudável, todas as suas diferentes áreas trabalham juntas de maneira “integradas”. Você precisa de um cérebro saudável e integrado para poder avaliar onde você está e decidir onde e quais os passos para se chegar onde pretende.

A Meditação Transcendental faz o cérebro exercitar a sua área do córtex pré-frontal para torná-lo mais saudável, mais integrado e capaz de funcionar em conjunto como um todo. Bastam somente duas ou três semanas de prática da técnica da MT, para se começar a enxergar os altos níveis de integração de conectividade do cérebro frontal.

E o melhor e mais interessante é que esta integração não desaparece após a finalização da técnica. Com o passar do tempo e regularidade na prática o funcionamento cerebral vai melhorando de forma crescente.

 

mt-melhora-funcionamento-do-cerebro

Fonte: www.meditacaosaopaulo.com.br

MT para o Coração

Os três grandes vilões capazes de causar problemas cardíacos são: hipertensão arterialcolesterol elevadodiabetes.

A American Heart Association – AHA (Associação Americana de Cardiologia) publicou uma pesquisa recente a respeito de todos os métodos utilizados para a redução da pressão arterial. A conclusão foi que a MT é a única prática que apresenta resultados consistentes e rápidos.

Após esses estudos, diversos médicos cardiologistas passaram a utilizar a MT como tratamento clínico complementar para diminuir a pressão arterial.

É fácil entender como a MT é capaz de diminuir a pressão arterial: quando estamos tensos ou extremamente ansiosos, a nossa pressão aumenta automaticamente. Ao experimentar a transcendência, o estado muito profundo de relaxamento faz com que a pressão arterial baixe e ative um recurso poderoso de nosso corpo para se curar e corrigir o que está errado internamente.

Com o passar do tempo, desenvolve-se a capacidade de permanecer mais relaxado, mesmo fora da meditação. É quando a pressão arterial diminui de forma permanente.

Este fato pode ser avaliado pela medição do lactato plasmático no sangue (hormônio do stress relacionado à hipertensão).

A análise dos valores médios de 31 estudos diferentes sobre a MT demonstra que o lactato plasmático diminuiu consideravelmente durante a prática da MT. A pesquisa demonstra que depois de 3 a 4 meses de prática, esse hormônio manteve-se em níveis baixos, mesmo fora da prática da MT.

mt-diminui-pressao-arterial

Fonte: www.meditacaotranscendental.com.br